A escola como esfera de acolhimento emocional

13 jun, 2019 | Publicado por Líder em Mim

De acordo com dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), até o ano de 2020, a depressão deverá ser a doença mais incapacitante de todo o mundo. A quantidade de casos de depressão, inclusive, cresceu 18% em dez anos. Ainda segundo a OMS, existe também uma epidemia de ansiedade: só no Brasil, 18,6 milhões de pessoas (9,3% da população) sofrem com o transtorno. Diante desse cenário alarmante, a saúde mental se torna um assunto prioritário para a população, inclusive para nossas crianças e jovens. É aí que entra a escola como esfera de acolhimento emocional.

Nesses casos, é importante salientar a necessidade de ajuda profissional, bem como o estímulo ao diálogo com familiares e amigos. A escola também é uma importante esfera de acolhimento. Os jovens, que certamente são afetados por essa onda de ansiedade e depressão, precisam de um ambiente que se importe com o seu bem-estar socioemocional. O ambiente escolar, portanto, deve ser sensível aos dados da OMS.

Depressão e ansiedade exigem atenção

Depressão e ansiedade exigem atenção

Desafios para a educação

Diante desse cenário preocupante, algumas questões vêm à tona: como fortalecer emocionalmente nossas crianças e jovens? Como pais e educadores podem agir para que suas crianças e jovens desenvolvam um melhor equilíbrio emocional? Evidencia-se a necessidade de um programa pedagógico que busca solucionar esses grandes desafios.

O Líder em Mim tem exatamente essa meta. Somos seres biopsicossociais, ou seja, somos compreendidos a partir de fatores biológicos (genéticos, bioquímicos, etc.), fatores psicológicos (estado de humor, de personalidade, de comportamento, etc.) e fatores sociais (culturais, familiares, socioeconômicos, etc). A educação dos indivíduos, especialmente a dos mais jovens, só é íntegra quando contempla todas essas esferas.

As competências socioemocionais, junto com as competências cognitivas, são, evidentemente, complementos para formar pessoas emocionalmente mais fortes e socialmente mais capazes.

Quer ver mais notícias sobre o universo das competências socioemocionais? Acesse https://www.olideremmim.com.br/olem_blog/socioemocional-ao-pe-da-letra/.

0 Comentários

Os comentários estão fechados.