FECHAR

Assine nossa newsletter:

Cyberbullying: como identificar e agir contra o bullying virtual

20 out, 2020 | Publicado por Líder em Mim

Um em cada três estudantes brasileiros declara já ter sido vítima de bullying na internet, de acordo com uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O fenômeno é conhecido como Cyberbullying.

A pandemia de coronavírus ampliou o alcance e a importância dos ambientes digitais na vida dos jovens do mundo inteiro. Não apenas por conta da manutenção do ensino, mas também para o cultivo das relações sociais e afetivas. Desse modo, crianças e adolescentes estão cada vez mais inseridos em grupos de Whatsapp e outras plataformas online.

Diante dessa realidade, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório alertando para o  aumento de atos de violência no meio virtual junto com o medo de muitas crianças sobre a hora de voltar para o ambiente presencial. Audrey Azoulay, Diretor-Geral da UNESCO, relatou: “Durante a pandemia da Covid-19, e com o consequente fechamento das escolas, nós observamos um aumento em manifestações de violência e ódio online – e isto inclui o bullying. Agora, com as escolas começando a reabrir, as crianças estão expressando medo em retornar às aulas”.

Alerta para o bullying virtual

Com esse cenário, surgem os seguintes desafios: Como identificar o cyberbullying? Quais são os efeitos dos ataques virtuais? Como pais e educadores podem agir nesses casos? 

Saiba mais acompanhando a leitura deste artigo!

Os perigos do Cyberbullying

O fato de ser virtual não limita o bullying, pelo contrário. Com os jovens conectados à internet a todo tempo, a violência virtual nas redes sociais pode ser ainda mais prejudicial e agressiva na vida de qualquer pessoa.

Leia também: As competências socioemocionais e o combate ao bullying

Crianças e adolescentes são submetidas a comportamentos agressivos na forma de assédio, acusações difamatórias e zombaria usando tecnologias eletrônicas (fóruns, plataformas de mídia social, jogos online, etc.).

Confira exemplos de situações e comportamentos online que configuram o cyberbullying:

– Revelar fotos ou vídeos constrangedores de alguém no ambiente virtual;

– Espalhar mentiras de alguém nas mídias sociais;

– Criação de perfil falso usando a imagem de outra pessoa para enviar mensagens maldosas aos outros em seu nome; 

– Provocar ou tirar sarro de pessoas online;

– Enviar mensagens ou ameaças que humilham pelas plataformas de mensagens;

cyberbullying violencia

Há diferentes formas de atos de violência pela internet

Consequências do bullying virtual

O cyberbullying pode causar sequelas graves no emocional do jovem. Mesmo ao deletar mensagens e publicações ofensivas, na internet, as coisas se espalham de maneira muito rápida e ampla.

Leia também: Como o socioemocional pode atuar na comunicação online?

Muitas vezes, a criança ou o adolescente passa por esse tipo de situação sem o conhecimento de algum adulto responsável.

Saiba como identificar possíveis sinais de comportamento das vítimas de cyberbullying:

Mudanças esporádicas na personalidade ou no comportamento

O jovem ficou mais ansioso ultimamente? Bravo? Recluso? Triste?

Atenção ao comportamento da criança e do adolescente

Declínio no desempenho escolar 

As notas podem sofrer como resultado da falta de foco da vítima de cyberbullyng.

Autoimagem negativa

A perda de confiança é comum, em especial quando a vítima começa a acreditar nas coisas negativas ditas para / sobre ela.

Saúde debilitada

O impacto emocional e mental que o cyberbullying tem sobre a vítima pode fazer com que ela se importe menos com sua própria saúde física.

A hora de agir

Ao identificar o comportamento de cyberbullying, pais e educadores podem dar os próximos passos para conter o problema. Ter uma conversa com uma vítima potencial de cyberbullying pode significar toda a diferença do mundo para eles. Lembre-se: quanto mais cedo alguém puder intervir para interromper o problema na sua origem, melhor será para a saúde mental dos alunos / filhos. 

Aos pais: quando é hora de se envolver? 

Assim que notar os primeiros sinais de cyberbullying!

É fundamental monitorar o uso da internet pelo filho, pois torna-se um passo preventivo importante para o bullying virtual. 

cyberbullying e pais

Pais devem acompanhar uso da internet dos filhos mais jovens

Crime

O bullying em si e o cyberbullying não são tipificados como crimes no Brasil. Entretanto,  algumas ações podem ser configuradas como crimes contra a honra, como calúnia, difamação, injúria ou até mesmo injúria racial, dependendo do que foi escrito ou gravado em áudios e publicado.

Campanha de prevenção

Com o intuito de ajudar crianças e adolescentes a identificar e denunciar o cyberbullying, a Unicef divulga uma campanha de esclarecimentos em suas mídias digitais. Uma das publicações é o artigo Cyberbullying: O que é e como pará-lo, onde os jovens podem encontrar informações sobre como lidar com o problema.

Instagram

Comprometendo-se a combater o cyberbullying, o Instagram promove recursos na plataforma que visam diminuir o bullying virtual.

Instagram no combate ao cyberbullying

Por meio de inteligência artificial (IA), a rede  social notifica os usuários quando identifica que seus comentários são ofensivos. Além disso, algumas ferramentas podem ajudar o usuário a ter maior controle sobre suas publicações e quem interage com elas, como gerenciamento de comentários, restrição de marcações e, futuramente, a plataforma vai testar o recurso de dar destaque aos comentários positivos. 

No Brasil, a conta @cyberbullyingbrasil promove apoio às vítimas de crimes virtuais e atua na prevenção ao cyberbullying. 

Para assistir

Filme: Cyberbully (2011)

(Reprodução)

O filme narra a história de uma mãe que procura ajudar sua filha adolescente quando descobre que ela sofre cyberbullying. É um filme que aborda a delicada relação entre pais e filhos nestes momentos.

Série: 13 reasons why (2017)

(Reprodução)

Baseado num livro best-seller de Jay Asher, a série conta sobre o suicídio de uma adolescente após sofrer cyberbullying e outros tipos de violência pelos colegas da escola. A série é importante para demonstrar as graves consequências que o bullying e o bullying virtual podem provocar. 

Para ler mais sobre o tema: https://new.safernet.org.br/content/o-que-e-ciberbullying

Para maiores informações e dicas de ações para a sua escola, consulte um assessor pedagógico do Líder em Mim!

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário ou nos siga nas nossas redes sociais!

Confira os projetos do Líder em Mim: https://www.olideremmim.com.br/olem_blog/lider-em-mim-em-foco/

Fotos – Freepik, Unsplash e Divulgação

Com informações do Blog Internacional do Líder em Mim [Leader In Me]

0 Comentários

Os comentários estão fechados.