FECHAR

Assine nossa newsletter:

Filme Divertida Mente demonstra a importância de trabalhar as emoções na infância

31 jul, 2019 | Publicado por Líder em Mim

Reconhecer sentimentos e conversar sobre eles, muitas vezes, é uma grande dificuldade para qualquer pessoa. Diante disso, fica evidente a importância de trabalhar emoções desde muito cedo. A criança está em um processo de descobertas constantes no mundo sentimental: primeiro ocorre a vivência das emoções, depois a nomeação de cada uma delas e, por fim, o diálogo. Esse dinamismo implica necessariamente no desenvolvimento das competências socioemocionais. É sobre isso que trata o filme “Divertida Mente”.

A produção da Disney Pixar conta a história da personagem Rilley, uma menina de 11 anos que passa pelas primeiras grandes mudanças em sua vida.  A narrativa da animação acontece literalmente dentro da cabeça da menina, onde cinco emoções bases (Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojo) estão no comando processando informações e armazenando memórias no cérebro. Na história, percebemos a importância de cada personagem/sentimento e, principalmente, por meio do equilíbrio entre eles, vemos o amadurecimento da Rilley, a protagonista.

A personagem Rilley do filme "Divertida Mente"

A personagem Rilley do filme “Divertida Mente” (Reprodução: Facebook)

Compreendendo as emoções

O filme é excelente ao demonstrar como as experiências transformadoras de vida são grandes oportunidades de aprender o desenvolvimento do equilíbrio socioemocional. Tanto no âmbito familiar quanto no pedagógico, é fundamental ouvir os jovens estudantes a respeito de seus medos, tristezas e angústias, bem como entender os momentos de raiva e agressividade. Não cabe aos educadores e responsáveis reprimi-los, e sim ajudar a entendê-los para atingir o equilíbrio, sempre com respeito e atenção.

Ainda sobre o filme, entendemos o quão problemático é quando uma emoção tenta suprimir a outra. É o caso da Alegria, que está o tempo todo tentando ofuscar e ignorar a Tristeza, que também tem sua importância. Os excessos são os perigos. Compreendê-los faz parte do autoconhecimento, do autocuidado e da autogestão, da forma como é trabalhado no contato com os 7 hábitos e o Continuum da Maturidade.

São por meio das adversidades e mudanças da vida que entendemos melhor o nosso interior – as competências socioemocionais são a chave.

O filme “Divertida Mente” está disponível no serviço de streaming Netflix: https://www.netflix.com/br/title/80030684

Quer ver mais notícias sobre o universo das competências socioemocionais? Acesse https://www.olideremmim.com.br/olem_blog/socioemocional-ao-pe-da-letra/.

0 Comentários

Os comentários estão fechados.