Quem quer ser um super-herói?

22 jul, 2019 | Publicado por Líder em Mim

Em todas as histórias de fantasia e ficção, existem o super-herói e o seu antagonista. Já parou para pensar o que faz do protagonista um herói? O que faz o vilão receber essa alcunha?  Diante dessas narrativas, os personagens de universos fictícios se tornam referências para crianças e adolescentes. Tanto para a menina que se espelha na Mulher Maravilha quanto para o garoto que pede de presente a fantasia do Homem de Ferro, há um denominador comum: o contato lúdico com as competências socioemocionais em desenvolvimento.

Super-heróis como referências

Super-herói como referência

No processo de formação cognitiva, o mundo da fantasia tem um papel importante, pois faz a criança observar e compreender a construção de uma narrativa, ajudando na assimilação do conhecimento.  Além disso, as histórias alcançam também a esfera socioemocional. Quando um jovem se coloca no papel de um personagem, com todos os seus desafios, ele tem uma compreensão base para situações reais da vida, com pesares e dificuldades, bem como vislumbra no personagem o conceito de resiliência.

É possível também analisar princípios e valores morais. Comumente as histórias apresentam situações de conflitos e os êxitos do herói. Um exemplo a ser citado é a franquia de livros e filmes “Harry Potter”. O personagem principal é excelente ao trabalhar em grupo com seus amigos, demonstrando empatia, respeito e comprometimento, e também ao enfrentar individualmente questões que demandam coragem e determinação, demonstrando autogestão e disciplina.

Harry Potter é exemplo ao desenvolver competências socioemocionais

Harry Potter é exemplo ao desenvolver competências socioemocionais

A imaginação é um campo fértil para atitudes e comportamentos. O entretenimento não serve apenas para consumo, mas para análise crítica e visão de mundo: problema e solução. Indivíduo e coletivo. Todo ser humano pode ser super-herói – e quem não quer ser um?

Quer ver mais notícias sobre o universo das competências socioemocionais? Acesse https://www.olideremmim.com.br/olem_blog/socioemocional-ao-pe-da-letra/

0 Comentários

Os comentários estão fechados.